quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A Maldade Está Nos Olhos De Quem Vê

Uma pessoa que fez algo de errado pode ser a mesma pessoa que já fez tudo certo e se cansou.
Quem nunca quis jogar tudo para o espaço?

Uma pessoa que se vende por dinheiro pode ser a mesma pessoa que precisa dele para sobreviver.
Quem nunca entrou em desespero para poder respirar em meio a um sufoco?

Uma pessoa que maltrata outra pode ser a mesma pessoa que cansou de amar.
Quem nunca agiu por impulso e se arrependeu depois?

Uma pessoa que fala sem pensar pode ser a mesma pessoa que esquece de consultar o cérebro para raciocinar.
Quem nunca falhou, visto que errar é humano?

Uma pessoa que mata outra pode ser a mesma pessoa que tem medo das conseqüências da vida.
Quem nunca ficou aflito ao pensar no futuro?

Uma pessoa que se vinga pode ser a mesma pessoa que já não crê em Deus.
Quem nunca quis vender o próprio coração, mas foi taxado de careiro?

Uma pessoa suicida pode ser a mesma pessoa que já não sabe sonhar.
Quem nunca se perguntou por quê a vida tem lhe feito penar?

Uma pessoa que se torna fria e calculista pode ser a mesma pessoa que amou e não foi amada.
Quem nunca abriu o coração e acabou o deixando em pedaços?

A maldade está nos olhos de quem vê ou no preconceito de quem pensa ter razão. A verdade é relativa, tem muitas facetas, mas para se compreender o que ela quer passar é preciso ter bom senso e imparcialidade.

14 comentários:

  1. PERFEITO.
    como tudo na vida, depende do ponto de vista.

    ResponderExcluir
  2. adorei muito o texto.
    principalmente quando você fala de relatividade, algo em que eu acredito muito.

    gostei da maneira como você organizou as contradições.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Muito, muito reflexivo!
    Adorei! *.*
    estarei acompanhando..

    e obrigada pelo elogio!

    ResponderExcluir
  4. Muito Bom!!
    a vida tem sempre um sentido duplo...
    depende do angulo q olhamos para determinada situação...
    as pessoas esquecem do amor e acabam querendo a morte as coisas ruins q a vida oferec e nao olha as maravilhas deste mundo...
    abraços!!!

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Adorei o texto.
    Se puder de uma conferida no meu blog,
    aceito sugestões ou críticas.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Bom, finalmente achei alguém que pensa como eu.
    Não existe esse papo de certo e errado e sim, visões de mundo diferentes.
    Uma pessoa concordando ou não.

    ResponderExcluir
  7. sou um marginal. gostei do que voce escreve...mas voce escreve do outro lado.
    www.blogdaincerteza.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Obs.: Conforme seu pedido, escrevo o que vem a minha cabeça...
    Adorei a forma como conduziu seu texto! Você(seu texto) é capaz de prender e levar o leitor à sua linha de raciocício e, o mais importante, à reflexão que você propõe. Adorei a temática! Sou muito sensível e racinal ao mesmo tempo e por isso vejo como o conteúdo de seu texto faz muuuuuito sentido; nos faz lembrar e pensar sobre como tudo é tão relativo: tudo é e não é.
    = )

    ResponderExcluir
  9. Essa aí acima é uma professora de português, hein! Escute o que ela está "falando"!

    ResponderExcluir
  10. nunca julgue o lençol sujo do vizinho, olhando pela janela, sem antes verificar se a sua vidraça está limpa.

    =]


    virei seguidora.

    ResponderExcluir
  11. procurando no google quem seria o autor da frase "a maldade está nos olhos de quem vê" (só mesmo pra matar uma curiosidade, uma amiga tentou me convencer que era uma citação de alguém, eu disse que era um ditado) acabei chegando aqui. adorei seus textos, bem reflexivos e pungentes, e bem escritos acima de tudo!

    ResponderExcluir
  12. Mto bonito seu texto, gostei da sua sensibilidade e da reflexão que vc nos propõe. Parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Excelente, acabei de usa-lo, pois fui julgado, e com esse texto, mostra um olhar diferente. Parabéns

    ResponderExcluir